Como largar tudo e ir viajar

Ontem pedi demissão do meu trabalho. Não que não goste do meu trabalho, pelo contrário, mas precisei pedir demissão, pois em menos de dois meses irei partir para a minha viagem de mochileira ao redor da Austrália e do sudeste Asiático.

Já larguei tudo algumas vezes para viajar, mudar de país e seguir meus sonhos. Não considero que é largar tudo, mas sim uma mudança para um novo capítulo da minha vida. Mudanças não são fáceis, mas posso garantir que são cheia de aventuras.

Quando tinha 19 anos tranquei a minha faculdade no Brasil com o objetivo de morar e trabalhar como Au Pair por um ano nos Estados Unidos. Pois é, as coisas não ocorreram como planejado. Acabei trocando meu visto de Au Pair para estudante e ficando nos EUA por dois anos.

Decidi então largar tudo de novo na América e ir viajar sozinha ao redor do mundo por 2 meses. Claro que os planos de voltar para o Brasil e terminar minha faculdade mudaram de novo. Decidi então mudar para Londres e fazer um curso de marketing. E o que você acha que aconteceu? Mudei de ideia de novo, mas para melhor. Resolvi então finalmente terminar aquela faculdade que havia começado quando tinha 18 anos, mas aqui em Londres. Foram três ótimos anos de muito aprendizado que mudaram mais ainda a minha vida e me fizeram descobrir a minha paixão por escrever.

praia em FijiAgora você deve estar pensando, “parou por aí?”. Não. Voltei depois de 4 anos morando em Londres para o Brasil, mais especificamente para São Paulo. Larguei meu trabalho e fui. Foi ótimo voltar para o meu país de origem, mas como toda boa viajante, eu não parei por aí. Sim, depois de quase um ano no Brasil, voltei para Londres. Sabe o que é o mais engraçado nisso? Voltei a trabalhar no mesmo lugar onde tinha pedido demissão antes. Claro que agora pedindo demissão pela segunda vez não sei se terei a mesma sorte, mas nunca se sabe…

Como deu pra perceber não consigo parar de viajar e em menos de um ano em Londres já estou partindo para outra viagem. Mas você deve estar pensando como eu simplesmente largo tudo e vou viajar.

7 desejos para 2016Como largar tudo e ir viajar pelo mundo

Na verdade é bem simples, você trabalha por um ano (isso vai depender do seus gastos), economiza bastante (veja o meu post de como economizar para sua viagem), compra uma passagem (avião, trem ou ônibus, não importa), pede demissão e vai viajar por 6 meses ou um ano.

Bem simples, consegui escrever esse plano em algumas linhas.

Alguns de vocês vão falar, não é tão simples assim. “Não posso largar meu trabalho, minha carreira, minha faculdade, amigos, namorado (a) etc”. “Não é a hora certa agora para ir viajar por tanto tempo”

Leia também  A mágica da tatuagem Sak Yant na Tailândia

Uma verdade, nunca será a hora certa, alguma hora terá que pausar o que está fazendo para fazer essa viagem. A faculdade você pode trancar, a carreira e o trabalho poderá retomar quando voltar. Família, amigos e namorado(a) estarão esperando pelo seu retorno.

Porque pausar a minha vida somente por uma viagem

A viagem não é somente um passeio, mas sim um aprendizado de si mesmo e do mundo ao seu redor. O que aprenderá em alguns meses viajando vai mudar a sua vida para sempre, não está escrito em livros e provavelmente não conseguiria aprender pelo resto da sua vida. Sabe aqueles cursos de férias de um mês que valem como um módulo na faculdade que talvez demorasse 6 meses para completar? Viajar é como se fosse esses cursos rápidos, mas sobre si mesmo e o mundo.

Não se preocupa com o trabalho e carreira. Muitas pessoas que conheço, inclusive eu, que foram viajar por alguns meses, muitos conseguiram o trabalho de volta e muitos outros trabalhos melhores ainda. Uma amiga minha inglesa foi viajar para o Brasil por 6 meses, quando voltou recuperou o trabalho que tinha de volta. Depois de alguns meses trabalhando no mesmo lugar percebeu quão infeliz estava naquela trabalho e por isso havia largado anteriormente. Ela então pediu demissão de novo e arranjou um trabalho que pagava o dobro e onde estaria feliz.

mochileirosÁs vezes precisamos sair do ambiente onde estamos para descobrir o que nos faz feliz e reavaliar nossas escolhas que fizemos na vida. Viajar é essa pausa que precisamos fazer de vez em quando para revisar o que está dando certo ou não.

Não deixe para depois

Quando pedi demissão ontem, sabe o que a minha chefe me falou? “Uma coisa que me arrependo na vida é não ter feito um mochilão como você está fazendo agora. Espero que minhas filhas tenham essa vontade e coragem de viajar pelo mundo”.

Para com a desculpa, “quando eu terminar a faculdade eu vou viajar”, “quando eu for promovida (o) vou tirar seis meses de férias”. Quanto mais o tempo passa e mais responsabilidades você tem, mais difícil fica para largar tudo. Não faça que nem a minha chefe que deixou a oportunidade passar por causa de trabalho e agora se arrepende. Vá viajar, tenho certeza que disso não irá se arrepender.

 

23 comentários em “Como largar tudo e ir viajar

  1. E dinheiro para se manter viajando por 6 meses? 1 ano? ou mesmo estabelecer por 2 ou 3 anos moradia num novo país?
    Esse é o problema. O Brasil não é o melhor lugar para se juntar dinheiro… justamente porq o custo de vida é alto… e sair 6 meses por aí comendo, bebendo, dormindo e andando requer uma boa grana guardada.

    1. Existem muitos países na América do Sul e Asia que o custo de vida é muito baixo e economizando por 1 ano provavelmente conseguiria viajar por esses países por 6 meses. Claro que dormindo em albergues e economizando na viagem, mas dá para passar bem

  2. Minha questão , hj com 38, nem é largar tudo, assim como vc já fiz inúmeras vezes, mas por n razões. Tão pocuo é ter dificuldade em juntar dinheiro como diz a tati (dá sim pra juntar e muito principalmente quando se mora com pais -o que não é o meu caso) o que precisa é mudar a mentalidade, ter foco, meta. Para os que todo fim de semana curtem a vida na balada ou festinhas entre amigos com a desculpa de que trabalham demais portanto merecem uns minutinhos de lazer, nunca conseguirão. Detalhe, eu sempre sai, viagem, fiz muitas coisas de graça ou priorizando sempre gastar pouco, com isso economizei sempre metade do eu salário, porém recebi o título de pão duro pelos amigos. A primeira viagem que fiz para Itália em 2011 eu gastei apenas 6 mil ja com as passagens inclusas (na época algo em torno de R$2.700,00), fiquei um mês e ainda dei uma passadinha por prais. Mas minha questão lendo o seu texto Nathália é: como viver em pais estrangeiro sem o medo da deportação? Sabemos que trabalho não é difícil de se consegui, mas e como fica esta parte? VLW

    1. Olá Alan,
      Também acho que melhor viajar do que sair no fim de semana. As vezes é difícil economizar, mas no final vale a pena.
      Sempre vivi legalmente em todos os países que morei e recomendo fazer o mesmo se puder.
      Vim como estudante para Londres, mas agora já tenho a cidadania britânica. Isso me possibilitou viajar e trabalhar pela Austrália também, o que me possibilitou estar fazendo a minha viagem.
      Recomendo sempre estar com tudo legalizado pois te dará possibilidade para construir um futuro no país.
      Espero ter ajudado

      1. Sim Obrigado. Mas apenas através do estudo se consegue cidadania? O estudo ajuda se manter legalizado, mas a não ser o casamento e o sponsor (empresa que da a carta de trabalho) há outro meio? Quanto tempo você levou para ter a cidadania? Pois tenho conhecido na Austrália que está 9 anos – um eterno estudante- mas nada de cidadania nem sponsor .Obrigado

        1. As leis aqui no Reino Unido mudam muito, mas a alguns anos atrás era possível pedir a residência depois de 5 anos morando legalmente no Reino Unido. Eu acho que na Espanha são 3 anos morando legalmente para pedir residência permanente. As leis mudam de país para país.
          Tenho minha nacionalidade através de casamento.

  3. Adorei o seu texto!! Muito inspirador!! Me ajudará a tomar a decisão certa, quando finalmente terei de pedir demissão e seguir minha viagem pelo mundo também… Adorei mesmo!!

    1. Que bom que pude ajudar. Com certeza viajar foi a melhor decisão que tomei. conheci e fiz amigos pelo mundo todo 😊
      Com certeza será uma experiência inesquecível

  4. Ler esse texto me inspirou demais. Me identifiquei muito. Tenho 19 anos e tranquei minha faculdade de Direito esse ano, não me identifiquei sabe? O pior é que não sei o curso que me identifico. Sei da minha vontade de viajar o mundo, ganhar conhecimento de mundo, aprender coisa nova, gente nova. Me descobrir. Descobrir o que quero cursar. Amadurecer como ser humano. Apesar de tantas incertezas e dúvidas. Apesar de parte de mim querer ficar, sinto como se meu lugar nesse momento, não fosse mais aqui , sabe? Sim, futuramente quero voltar. Mas agora sinto que é meu momento de botar minhas asas pra funcionar e voar. Espero ter coragem suficiente pra isso. Espero ir, independente de ser por conta própria, au Pair, estudo apenas, mas ir. Obrigada pelo seu texto. Me ajudou muito.

    1. Fico feliz de ter ajudado.
      Existe muitas pessoas como você que viajam pelo mundo para ganhar mais conhecimento e se descobrir.
      Au Pair foi um bom começo para eu começar a viajar. Comece a viajar, nem que for no Brasil mesmo, depois América do Sul. O melhor jeito de criar coragem é começar a viajar.
      Boa sorte 🙂

  5. Adorei seu texto!
    Esse ano termino minha faculdade e estou trabalhando em uma ótima empresa,mas em 2018 vou larga tudo e embarcar em um programa de AuPair.
    Alguns dizem que é loucura, mas sabe quando algo lhe diz que é isso que você deve fazer ?

    Obrigada por compartilhar sua experiencia, são histórias como a sua que me motivam mais ainda a fazer o que tenho vontade .

    Beijos.

    1. Muito obrigada. Correr atrás do seu sonho não é loucura, mas sim coragem (e parece que você tem bastante🙂). Boa sorte e espero que consiga realizar seus sonhos

    2. Fiz isso esse ano! Larguei meu emprego de 3 anos e vim pra dinamarca ser Au Pair. Melhor escolha da vida. Temos alma viajante e não podemos reprimir isso. Siga seus sonhos!

  6. Boa tarde, me chamo Danielle Gonçalves, tenho muita vontade de viajar e medo e medo de me arriscar, lendo esse post me deixou mais confiante no meu sonho, obrigado por incentivar e ajudar pessoas igual a mim que tem muita vontade e não sabe como começar.

    1. Olá Danielle, fico feliz que os posts do blog te inspiraram a viajar.
      Eu sei que dá um frio na barriga de viajar sozinha, mas a realidade não é assustadora. Quando se começa a viajar é muito difícil parar.
      Se precisar de alguma dica ou ajuda é só mandar uma mensagem
      Abraços
      Nathalia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *