Fazendo as malas: 5 dicas de como viajar leve

Eu sei que é fácil se empolgar na hora de fazer as malas para aquela viagem que você estava esperando por meses e levar metade do seu guarda roupa com você. Mas com certeza vai se arrepender do peso quando tiver que carregá-la para subir as escadas do metrô ou passar em uma rua calçada por paralelepípedos.

Pensando nisso, criei esse artigo para ajudar viajantes a fazer a mala de uma forma eficiente e poder andar facilmente pelas cidades e não carregar peso extra.

1. Pare de levar roupas em excesso

excess-baggage_0Sabe aquele vestido com brilho que você só usou uma vez? Você não vai precisar na sua viagem. Também não há necessidade de levar três pares de sapato ou uma roupa para cada possível ocasião que talvez surja. A verdade é; provavelmente na maioria dos dias você vai colocar uma roupa confortável de manhã com um tênis, conhecer todos os pontos turísticos do seu destino o dia todo, ir jantar sem parar para trocar de roupa no hotel e estará tão cansado que irá direto para cama.

Quando for fazer suas malas tente escolher peças de roupas que poderá usar mais que uma vez e que combinem com outras que está levando. Em relação a sapatos tente levar o menos possível. Eu diria que dois pares são mais do que o suficiente, um par você vai vestindo e o outro na mala.

2. Não leve o que você possa comprar facilmente

Se estiver viajando por três semanas, não há necessidade, por exemplo, de levar produtos de higiene pessoal como pasta de dente e sabonete para todo período da viagem. Opte por recipientes pequenos, carregará menos peso e facilmente poderá repor.

Já viajei por dois meses direto e ia comprando produtos de higiene pessoal quando iam acabando. Na maioria dos lugares do mundo você vai achar uma lojinha que vende o que precisa. Quando estava em Fiji, em uma das pequenas ilhas ocupada por tribos, ainda assim, achei uma lojinha onde pude comprar mais protetor solar (em Fiji o sol realmente queima).

booksvstablet3. Adote novas tecnologias

Leia também  10 dicas de viagem em Roma

Em vez de levar vários livros e um laptop, opte por tablets ou smartphones, onde você poderá acessar a uma biblioteca de livros, navegar pela internet, checar e-mails e social media em um lugar só e vai te ajudar a viajar bem mais leve.

4. Invista em uma boa mala

Se você gosta de viajar, vale a pena comprar uma mala de viagens boa, pequena e leve que poderá levar com você a todos os seus destinos.

Muitas companhias de avião tem restrições a tamanho da bagagem de mão e permitem geralmente um peso máximo de 9 kilos. Não perca 2-3 kilos somente com o peso da mala. Além disso se estiver viajando pela Europa a maioria das companhias de avião mais baratas cobram uma taxa (que muitas vezes não é barata) por exceder o limite de peso de bagagem e se for fazer o check-in da mala uma taxa também é adicionada ao preço da passagem.

5. Revise sua mala

Revise e revise de novo o que está levando de bagagem. Tenha certeza de que tudo o que está levando vai ser usado e não é somente “se em caso precisar”.

Se você está indo para um lugar muito quente, não há necessidade de levar uma jaqueta. Pode ter certeza de que sua mãe estava errada, não vai esfriar. Você também não vai precisar de uma sandália para suas férias de esqui.

Viajei pela Espanha e Portugal de trem por 20 dias há dois verões e estava indo a uma nova cidade de trem a cada três dias. Levei uma mala pequena e bem leve o que facilitou muito na mobilidade.

Pense bem, faça uma lista e não leve itens a mais por impulso.

Seguindo essas dicas suas férias serão bem mais leves e aproveitará bem mais.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário

5 comentários em “Fazendo as malas: 5 dicas de como viajar leve

  1. […] 1. A mala Com certeza um item muito importante. Leve uma mala de acordo com o seu roteiro de viagem. Por exemplo, se for para a Europa, ou a maior parte dos lugares que visitará são cidades, em minha opinião, não terá necessidade de levar um mochilão. Sei que quer ser um mochileiro, mas não precisa ser literalmente. Posso garantir que irá se arrepender de levar uma mochila grande para carregar nas costas. Eu recomendo uma mala não muito grande de rodinha. As calçadas de cidades metropolitanas são bem pavimentadas e com certeza é mais fácil puxar 10 kilos de bagagem do que carregar nas costas. Por outro lado se sua viagem envolve pegar trilhas, andar pela areia ou por lugares remotos, a melhor opção será um mochilão compacto (veja foto). Quando viajei fiz uma mistura de praias com cidades e comprei um mochilão com rodinhas. Usei somente uma vez como mochila e com certeza na hora que estava andando na areia com aquela bagagem pesada achei ótimo de não precisar carregar aquela mochila o tempo todo e ter a opção de rodinhas. Esse site mostra várias opções de mochilas com rodinhas (o site está em inglês) E não se esqueça quanto menor a sua mala, mais fácil será para você. Leia mais sobre como fazer as malas aqui. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *